24 de julho de 2014

Toloi: a solução!



Mesmo com a confirmação da estreia de Kaká e o retorno do Fabuloso para a 12ª rodada do Campeonato Brasileiro, o técnico Muricy Ramalho ganha um reforço importante: Rafael Toloi. O zagueiro, que retornou de empréstimo da Roma, conclui sua fase de recuperação física e fica à disposição no jogo contra o Goiás, domingo.



A zaga é o setor mais contestado do Tricolor, e já faz algum tempo. Muricy precisa criar consistência e manter um esquema de jogo que se encaixe as peças.

- O Muricy disse pra eu me preparar bem e me condicionar, é o que estou fazendo. Já pude dar piques no treinamento, procurei me movimentar bastante até para melhorar o condicionamento. Quando eu for para o jogo, tenho que estar 100% - exaltou o defensor.

Rafael Toloi volta para disputar vaga com o polivalente Rodrigo Caio. A ideia seria manter o camisa 2 e Antônio Carlos na zaga e adiantar Rodrigo Caio para primeiro volante, ao lado de Souza. O problema seria sacar Maicon, que vem atuando bem no setor e ajudando na criação das jogadas de ataque.

Com o ataque beirando ao galáctico, o Tricolor precisa manter uma boa sequência de jogos para continuar atraindo bom público nos estádios. O marketing está sendo feito fora de campo, porém a melhor maneira de fazer uma boa imagem é jogando bola. O torcedor quer sentir empolgação e ver o São Paulo embalado, com raça e consistência técnica.

O jogo contra o Goiás será de extrema importância, pois a derrota do último duelo foi um balde de água fria. O público vai comparecer em peso, devida ao retorno de Kaká, o que pode ser um grande trunfo para dar o apoio que o time necessita nesta fase. É jogar com inteligência e raça.

Avante, meu Tricolor!


Por: Victor Antonini


Leia mais


5ª Ed. Da Campanha Sangue Vermelho, Branco e Preto é neste sábado (26/07)



CAMPANHA “SANGUE VERMELHO, BRANCO E PRETO” CHEGA A SUA 5º EDIÇÃO 
No próximo dia 26 de julho acontece a quinta edição de campanha de doação de sangue entre os torcedores são paulinos.


Desde 2011 o site SPFC1935 promove a campanha "Sangue Vermelho, Branco e Preto". A iniciativa conta com o apoio do Passaporte FC e com a parceria da Pró-Sangue. O objetivo é usar a união da torcida tricolor para conscientizar a sociedade – não apenas torcedores do São Paulo - sobre a importância da doação de sangue. Até quatro vidas podem ser salvas com apenas uma doação.



Nesta quinta edição, realizada no dia 26 de julho, a campanha terá a participação especial do grupo de artistas “Clown at Work” que irá animar os doadores durante todo o dia. A musa do São Paulo em 2012, Jéssica Nunes  e a musa do São Paulo de 2009, Fernanda Saldanha, também estarão presente no evento e outras atrações serão confirmadas em breve. O ex-goleiro do São Paulo, Marcos Bonequini, também estará presente. O atleta defendeu o São Paulo de 1988 a 1997 e era reserva de Zetti nas conquistas dos mundiais de 92 e 93.





Na última edição, realizada em dezembro de 2013, a campanha “Sangue Vermelho, Branco e Preto" contou com a participação do ex-goleiro Zetti e salvou mais de 400 vidas. A paixão que nos uniu graças ao amor pelo clube dá lugar à paixão pelo próximo a cada evento realizado.


A união e apoio que a torcida tem demonstrado pelo clube nos estádios pelo Brasil, também deverá se repetir nesta campanha.




A campanha “Sangue Vermelho, Branco e Preto” acontece na capital paulista e tem início a partir das 9h do dia 26 de julho.
O posto Pró-Sangue Clínicas está localizado na Rua Doutor Enéas de Carvalho Aguiar, 155 - 1º andar(Metrô Clínicas).

Vá uniformizado, leve bandeiras e chame seus amigos e familiares. Faça desse dia uma verdadeira arquibancada são paulina!

Veja o recado que a Musa Fernanda Saldanha e o Blogueiro do Globo Esporte Daniel Perronte tem para vocês:

Fernanda Saldanha
Daniel Perrone



Para doar, o doador precisa:
- Estar em boas condições de saúde.
- Ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos (menores de 18 anos, clique para ver documentos necessários e formulário de autorização).
- Pesar no mínimo 50kg.
- Estar descansado (ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas).
-  Estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas 4 horas que antecedem a doação).
- Apresentar documento original com foto emitido por órgão oficial (Carteira de Identidade, Cartão de Identidade de Profissional Liberal, Carteira de Trabalho e Previdência Social).
Impedimentos temporários
- Resfriado: aguardar 7 dias após desaparecimento dos sintomas.
- Gravidez
- 90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana.
- Amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses).
- Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação.
- Tatuagem nos últimos 12 meses.
- Situações nas quais há maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis: aguardar 12 meses.
- Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia, Roraima, Maranhão, Mato Grosso, Pará e Tocantins são estados onde há alta prevalência de malária. Quem esteve nesses estados deve aguardar 12 meses.
Impedimentos definitivos
- Hepatite após os 11 anos de idade. *
-  Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas.
- Uso de drogas ilícitas injetáveis.
- Malária.
* Hepatite após o 11º aniversário: Recusa Definitiva; Hepatite B ou C após ou antes dos 10 anos: Recusa definitiva; Hepatite por Medicamento: apto após a cura e avaliado clinicamente; Hepatite viral (A): após os 11 anos de idade, se trouxer o exame do diagnóstico da doença, será avaliado pelo médico da triagem.
Respeitar os intervalos para doação:
- Homens 60 dias: até 4 doações por ano.
- Mulheres 90 dias: até 3 doações por ano.
Honestidade também salva vidas. Ao doar sangue, seja sincero na entrevista.
* A Pró-Sangue se preocupa com a segurança das crianças. Se alguma delas vier com você no dia da doação, traga um outro adulto para acompanhá-la.




Vista a camisa da solidariedade e marque um golaço a favor da vida. Participe da quinta edição da campanha “Sangue Vermelho, Branco e Preto”.

Aguardamos todos vocês!

Somos apaixonados pelo São Paulo Futebol Clube. Somos apaixonados pela vida!

Confirme sua participação no evento: https://www.facebook.com/events/240713232784775/?fref=ts


Leia mais


Participe do concurso cultural "Sangue Vermelho, Branco e Preto"



O SPFC1935, em parceria com o Passaporte FC, realiza o concurso cultural "Sangue Vermelho, Branco e Preto" que levará você e um acompanhante para conhecer toda estrutura do estádio do Morumbi com nossa equipe acompanhando de perto esse dia especial. 

Serão 5 os ganhadores (e um acompanhante) que irão participar de um tour pelo estádio do Morumbi e acessar o vestiário do São Paulo FC, visitar o memorial de conquistas do clube, entrar no túnel de acesso ao gramado e claro, conhecer de perto o campo sagrado do Morumbi (ao som dos gritos da "torcida") e muito mais!

A campanha acontece no dia 26/07/2014 (sábado) a partir das 9h00 no Pró-Sangue Clínicas da cidade de São Paulo. Saiba mais:

Para você participar do concurso cultural deverá retuitar o seguinte tuíte:
Campanha #SangueVermelhoBrancoePreto será no dia 26/07 - 09 hrs no Pró-Sangue-Clínicas. Veja todas informações: http://migre.me/krqJa #SPFC

O Link para você retuitar é esse: https://twitter.com/SPFC1935/status/488843384648634368

Após retuitar o link, você deverá criar uma frase sobre: "O QUE É O  #SangueVermelhoBrancoePreto PARA VOCÊ?". Poste sua frase em seu twitter com a hastag: #SangueVermelhoBrancoePreto 

As 5 melhores frases escolhidas pela equipe do SPFC1935 irão ganhar uma entrada com acompanhante para conhecer o Morumbi de uma forma que você jamais viu!

Os ganhadores do concurso cultural serão conhecidos no dia 30/07 (quarta-feira) em nosso twitter @spfc1935

Regulamento do Concurso:

* Retuitar o seguinte tuíte: LINK
* Tuitar uma frase no seu twitter respondendo o que o #SangueVermelhoBrancoePreto representa para a torcida são paulina.
* Siga os perfis no Twitter: @spfc1935 e @passaportefcsp
* Serão 5 ganhadores que terão direito a um acompanhante para o Morumbi Tour.
* Os 5 ganhadores irão participar de um Morumbi Tour especial acompanhado da equipe da TV35 em uma data a ser anunciada pelo Passaporte FC.
* Os ganhadores poderão utilizar o Morumbi Tour somente na data combinada pelo Passaporte FC.
* A frase vencedora poderá ser utilizada pelo SPFC1935 para promovermos a campanha Sangue Vermelho, Branco e Preto em outras edições.
* Serão válidas frases enviadas somente até o dia 26/07
* Os ganhadores do concurso serão responsáveis pela sua ida até o Morumbi para participar do Morumbi Tour.

Leia mais


SPFC1935 inaugura a TV35 que levará informações e entretenimento para os torcedores



Nesta segunda-feira (21/07) o site SPFC1935 lançou para os leitores a TV35 que é um programa mensal com matérias externas, internas e é apresentado dentro de um estúdio com toda tecnologia que um programa de TV possuí.

Equipe da 1ª edição da TV35.
Da esquerda para direita: Gabriel Perecini, Roberta Nina, Bianca Lamattina, Daniel Perrone, Palhaços da Clown At Work, Fernanda Saldanha, Maurício Renan, Mariana Telhada, Roberta Santana e Carolina Sbrici.


É a mais nova grande aposta do SPFC1935 que recentemente completou 10 anos de existência e essa novidade faz parte da reestruturação da linha editorial do SPFC1935.

A inovação e pioneirismo que sempre fez parte do site desde 2004 com o seu surgimento (sendo um dos primeiros canais de comunicação para o torcedor são-paulino) continua em grande escalada no ano de 2014! Após a criação dos canais São Paulindas (Primeiro e único site voltado para torcedoras são paulinas), campanha de sangue "Vermelho, Branco e Preto" os administradores do site vem trabalhando arduamente para colocarem diversas novidades para os leitores ainda neste ano de 2014 que é um ano muito especial onde nós completamos 10 anos de existência.

A equipe da TV35 é formada por jornalistas, profissionais de rádio e tv, publicidade e administração que são responsáveis por toda programação da TV. Na TV35 vocês poderão encontrar integrantes do SPFC1935 e São Paulindas trabalhando juntos, além de também contarmos com convidados especiais dentro do estúdio.

Seu principal objetivo é poder proporcionar aos telespectadores um novo formato de programação. Onde estaremos realizando matérias inéditas com os torcedores, jogadores, personalidades são paulinas e também mostrando um pouco mais do Morumbi para vocês através de nossas reportagens. Tudo isso de forma objetiva, direta e dinâmica!

Na nossa primeira edição vocês poderão conferir a estréia do quadro do "Marcelo Doente" na TV35 que apresenta para os torcedores as novidades do clube neste segundo semestre. Também irão conhecer um pouco mais sobre os 10 anos do 35, conferir uma entrevista exclusiva com a primeira treinadora da CBF e muito mais!
Além do programa fixo poderão acompanhar o "Palpite Tricolor" onde as São Paulindas se reúnem para palpitar sobre os jogos do #SPFC.

Confiram a 1ª edição:


Leia mais


23 de julho de 2014

Renda da estreia de Kaká no Morumbi será revertida para o Orlando City



Em condição contratual, toda a renda do primeiro jogo no Morumbi será revertida para o Orlando City. Porém, esse esperado jogo de estreia não será no Morumbi. Kaká deverá estrear no próximo domingo, dia 27 de julho, contra o Goiás, no Serra Dourada. Longe da sua torcida, deverá começar no banco e contar com o desenrolar da partida para entrar em campo ou não. Kaká teve bom desempenho durante os treinos técnicos essa semana, disse se sentir bem para atuar e com essa afirmação, criou expectativa em todos de tê-lo em campo.

Finalmente a estreia de Kaká tem data marcada. Mesmo fora de casa, promete grande público tricolor no Serra Dourada
Foto: Maurício Rummens / Fotoarena
Mesmo com tudo isso, empréstimo saiu muito barato ao São Paulo

Além da renda, como forma de pagamento, o São Paulo deverá cumprir mais um amistoso contra o Orlando City, sem local e data definidos. Mesmo com todos esses itens em contrato, o São Paulo sai ganhando. Terá até o final do ano, seja em casa, seja fora, um público muito maior do que tinha. Todos queriam Kaká há muito tempo, e o camisa 8 é ídolo apenas da torcida tricolor. Certamente o jogo de domingo estará repleto de torcedores fanáticos pelo meia - tanto na torcida do São Paulo quanto na torcida do Goiás.

Outro aspecto imensamente positivo para o clube é a venda de camisas. Muitos torcedores mirins que não viram Kaká jogar no São Paulo devem ter ótimas referências, e mesmo que seja breve sua passagem pelo elenco, renderá boas vendas, além do marketing positivo, que sempre é uma reclamação recorrente do torcedor.

Jogos no Morumbi também serão um ponto forte, pois se o meia entrar jogando bem e tiver bom condicionamento físico em todas as partidas, promete trazer um público sempre acima dos 30 mil torcedores - além de roubar o lugar de alguns jogadores aos quais estamos acostumados (e até cansados de alguns deles ) -  fazendo com que Muricy mude seu esquema para adequá-lo ao seu estilo de jogo.

Entretanto, um dos temores do clube é que em possível derrota no Serra Dourada, a torcida seja desestimulada a ir no jogo em casa. O vice de futebol do São Paulo, em conversa com o presidente do Orlando City, Flavio Augusto da Silva, afirmou: "Ele entendeu que isso não seria um problema e que não existe chance da torcida não comparecer. Entendemos o lado dele, mas o público jamais deixaria de prestigiar o Kaká na sua volta ao Morumbi". No último sábado, 42.979 pessoas pagaram ingresso para acompanhar a derrota por 1 a 0 para o Chapecoense – 43.075 no total. Como o clube vem fazendo uma promoção no valor das entradas para atrair mais público, a renda foi de R$ 997.855,00.

E aí torcedor? Agora depende apenas da nossa presença em casa para receber Kaká de volta! Você estará lá? Como espera que seja essa estreia? Queremos saber sua opinião!





Leia mais


22 de julho de 2014

Nada favorece Pato no São Paulo



O atacante Alexandre Pato surgiu para o futebol no Internacional de Porto Alegre e, rapidamente, ganho um status de superstar. Um promissor garoto que jogava futebol de gente grande. Não demorou, foi vendido para o Milan. Lá, lampejos do cara que poderia ser. De camisa 9 da seleção, virou quase que uma piada nacional. Parecia mais preocupado em fechar milionários contratos publicitários do que fazer gol. Mais afim de trocar carícias com namoradas do que recuperar as lesões.

Então, o que virou aquela moleque atrevido, rápido, de finalização muito acima da média? Sinceramente, não sei explicar. Talvez, aqueles meses no Internacional ilustraram o auge da carreira do jogador. Se for isso mesmo, uma pena. Sem espaço na Itália, Pato veio para o Corinthians. De volta ao Brasil, não conseguiu a sequência que gostaria, tampouco fez os gols que todos desejavam ver.  Em pouco tempo, o jogador e o clube não se bicavam mais e ele mudou de ares.

Alexandre Pato ainda "dá  samba" no Tricolor?
A jogada com o São Paulo, analiso como correta. Tanto o atacante quanto Jadson não tinham mais clima para seguir no Timão e no Tricolor, respectivamente. Achei uma manobra ousada da diretoria, que, querendo ou não, fez uma contratação de impacto. Muitos, assim como eu, ainda acreditavam que daquele limão, ainda sairia uma limonada. Salvo engano. Em poucos meses, o papo de "tô trabalhando, tranquilo, estou focado, blá, blá, blá" já atingiu níveis épicos de chatice.

A minha conclusão é: Pato não vingou. Mas, de quem é a culpa? Acho que alguns ali tem uma certa parcela. Apesar de arrojada, a diretoria investiu em um jogador completamente alheio das coisas do mundo. A impressão que dá é que o atacante está sempre no "mundo da lua". É verdade também que Muricy não o escalou na posição em que está acostumado a jogar: como um exímio camisa 9, entre os zagueiros. Culpa das boas atuações de Luis Fabiano, é verdade. Mas, acho que alguma chance, Pato poderia ter tido como centroavante. Um goleador apático nunca irá marcar os laterais ou, até mesmo, cobrir uma subida de um volante. Mas, como o futebol atual é moderno, falha grave de Pato não se adequar ao esporte que pratica. Enorme falta de sangue, comprometimento e concentração. Esses fatores são vitais no sucesso de um cara que deseja ser reconhecido em um grande clube.

Por isso, pode mudar esquema tático, treinador, presidente, capitão, roupeiro, Alexandre Pato não jogará bem no São Paulo. Um famoso site noticiou que o atleta deseja deixar o Brasil novamente, já que a pressão por aqui é muito grande. É para rir, certo? Posso e até gostaria de queimar a minha língua, mas o tempo do atacante, no Morumbi, passou. E, pelo jeito, Muricy também percebeu isso. Com os 400 mil reais gastos para pagar metade do salário de Pato, Carlos Miguel Aidar poderia trazer um jogador "classe A" para o clube.

Preocupante é o momento que o torcedor nem lembra que um jogador do "calibre" de Alexandre Pato está ali. Tecnicamente, é um diferenciado. Mas, a falta de vontade o prejudica demais.

E você, torcedor, acredita na redenção de Alexandre Pato no São Paulo? Opine!

Leia mais


21 de julho de 2014

Time esquizofrênico não ganha título



Saudações! Após a volta do Campeonato Brasileiro, vimos uma vitória convincente diante do Bahia (provavelmente o melhor jogo desde o também convincente triunfo na estreia, contra o Botafogo, por 3 X 0). Mas, três dias depois, amargamos um resultado que pode, sim, ser considerado inadmissível: derrota em casa para a Chapecoense. Afinal, qual é o São Paulo?

Há mais ou menos 20 dias, nós, do SPFC1935, escrevemos um parágrafo sobre o que esperávamos do clube no segundo semestre. Escrevi que senti falta de reforços do meio de campo para trás mas que com Kardec, Kaká e tempo para trabalhar “voltava um pouco (não muito) mais otimista em relação à uma vaga na Libertadores”. Em nenhum momento nesse ano falei em “hepta”. Pode ser duro para alguns lerem isso, mas é a verdade. Nosso campeonato vai ser para brigar por Libertadores e olhe lá.

Ganso lamenta falha no último sábado. Resultado foi péssimo.
Foto: Sérgio Barzaghi/Gazeta Press
Time que precisa vencer para não deixar o líder “escapar” não pode perder para a Chapecoense em casa. E os catarinenses ainda tinham seis desfalques e técnico interino! Outra coisa “esquizofrênica”: Contra o Bahia, passes rápidos, movimentação, aproximação e muitas chances criadas. Contra a Chapecoense, só tivemos dois lances para nos lamentarmos de fato: O gol perdido por Kardec (centroavante não pode perder aquele gol) e a finalização de Antônio Carlos, após cobrança de escanteio. Só. Em casa, contra um candidato ao rebaixamento, é muito pouco.

Lembram que falávamos de reforços do “meio de campo para trás”? O gol da Chapecoense é um exemplo. Originado de uma jogada de lateral (!), os jogadores da Chape trocaram passes com velocidade (eles conseguiram...), Bruno Rangel saiu da área para fazer o pivô, Rodrigo Caio saiu com ele enquanto Ricardo Conceição passava e entrava no buraco deixado pelo nosso camisa 3. Ninguém acompanhou! Ele estava livre, completamente à vontade para entrar no meio da defesa. Não houve cobertura, marcação, nada!

Kardec perde a chance mais clara do São Paulo contra a Chapecoense. Não pode e fez muita falta.
Foto: Gazeta Press
Com essa derrota, caímos da 3ª para a 6ª colocação. Estamos a um ponto do vice-líder? Sim. Mas a dois do 10º lugar também. Com quatro posições separando o segundo e o décimo posto. Deve ser um campeonato equilibrado em busca das vagas pela Libertadores (Cruzeiro, pelo que vem demonstrando, tem tudo para ser uma espécie de São Paulo-2007 e ser campeão com certa tranquilidade), ou seja: pontos como esses contra a Chapecoense podem/devem fazer muita falta.

Para finalizar: aproveitamento. Fizemos seis jogos em casa e vencemos apenas três. Tivemos dois empates (um deles contra um Coritiba que ocupa a 19ª colocação e passou os oito primeiros jogos sem vencer) e a derrota de sábado. Não quero dizer que está tudo errado. Não está, mas como já dissemos, existem muitas coisas a melhorar. E pensar em título, agora, é uma ilusão.

Leia mais


19 de julho de 2014

Seiscentas vezes, Rogério?



Rogério terá a chance de alcançar mais um belíssimo número na carreira (Foto: UOL)
Parece filme repetido, mas não é. Neste sábado, às 18h30, no Morumbi, diante da Chapecoense, Rogério Ceni terá a chance de alcançar mais um número gigante em sua brilhante carreira. O goleiro são-paulino, diante do Bahia, na última quarta-feira, colocou em seus registros como jogador do São Paulo a vitória de número 599. Ou seja, Ceni está a uma vitória de completar 600 vitórias como jogador do Tricolor. 

Logicamente que esse número não é tão significativo perto de outros tantos recordes já quebrados pelo nosso maior ídolo, e não é alcançar esse número a meta do São Paulo. O Tricolor precisar vencer a Chapecoense para dar sequência na perseguição aos líderes do Brasileirão, e Rogério, tenho certeza, é o primeiro a ter esse objetivo antes de qualquer coisa.

Ceni não traçou quebrar recordes individuais e alcançar números históricos quando chegou ao clube, tudo isso é consequência de todos os anos de dedicação e carreira. O São Paulo sempre foi a sua maior prioridade, e digo isso pela crítica que alguns ainda insistem em fazer sempre que Rogério está perto de bater alguma marca.

Portanto, você que vai ao Morumbi, saiba que podes presenciar a vitória de número seiscentos na carreira do maior de todos. Maior de todos que, inclusive, está perto de passar outro grande goleiro de nossa história, Waldir Peres, que possui 617 jogos. Ao final do jogo de quarta, Ceni projetou no mínimo mais 30 jogos como profissional. E aí, será que Ceni passa Waldir? E será que sai hoje a vitória de número seiscentos? 

Marcas de vitória de Rogério:

1ª vitória: 25.06.1993 pelo Troféu Santiago Compostela - 4 X 1 C. Deportivo Tenerife (ESP)
100ª vitória: 10.04.1999 pelo Campeonato Paulista - 4 X 0 Sociedade E. Matonense (SP)
200ª vitória: 27.02.2002 pelo Copa do Brasil - 5 X 0 Esporte Clube Flamengo (PI)
300ª vitória: 20.01.2005 pelo Campeonato Paulista - 4 X 2 Ituano Futebol Clube (SP)
400ª vitória: 02.08.2007 pelo Campeonato Brasileiro - 3 X 1 Esporte Clube Juventude (RS)
500ª vitória: 28.10.2010 pelo Campeonato Brasileiro - 2 X 1 Clube Atlético Paranaense (PR)

Estatísticas retiradas do site oficial do São Paulo

Leia mais


18 de julho de 2014

São Paulo mostrou evolução, o grande desafio será mantê-la



Jogadores comemoram o primeiro gol da partida, marcado de pênalti por
Rogério Ceni. (Foto Site Oficial)
Com pouco mais de um mês de preparação, o São Paulo voltou a campo nesta quarta-feira (16), diante do Bahia na Fonte Nova. O estádio, famoso por abrigar goleadas e ótimos jogos durante a Copa do Mundo, manteve a ‘sorte’ e recebeu um São Paulo como há muito tempo não se via.

Apesar da disparidade entre as equipes, o futebol apresentado pelo tricolor foi empolgante. O time foi inteligente na troca de passes, compacto e bem disposto na marcação. O São Paulo evoluiu técnica e taticamente, o que demonstra que Muricy soube aproveitar bem o período da Copa – não só como preparo do time, mas também como aprendizado. 

Dadas as proporções, podemos dizer que, nesta partida de retorno, o São Paulo teve lampejos de Alemanha. O time se postou de forma compacta, encurtando os espaços entre os setores e procurando manter a posse de bola. Uma atitude semelhante a da seleção alemã. Prova disso é a semelhança entre os frames de duas matérias, a primeira uma análise feita no Impedimento (veja aqui) sobre o jogo entre Alemanha e Brasil, a segunda no Painel Tático do Globo Esporte (veja aqui)

Não podemos nos esquecer que foi apenas o primeiro jogo e que o adversário era inferior. Mas a evolução do time foi perceptível. E muito favorável. Separei abaixo alguns pontos positivos que já podem ser observados neste primeiro jogo:


  • Antes da paralisação, a partida em que o São Paulo havia tido o maior número de passes, foi contra do Corinthians, no empate pela 4ª rodada do Brasileirão. No total foram 448 passes (401 certos). Diante do Bahia, o São Paulo acertou 448 passes e errou 50. No total 498 passes entre os jogadores.
  • O número de desarmes foi o segundo maior dentre os jogos do Tricolor no Campeonato Brasileiro. Contra o Flamengo, o São Paulo fez 32 desarmes (29 certos). Contra o Bahia, foram 30 desarmes, com índice de acerto de 90%
  • Apesar de algumas falhas na defesa, o São Paulo não sofreu gols. O que não ocorria com muita frequência nos jogos do time. Das 9 partidas disputadas antes da paralisação do Brasileirão, o time sofreu gols em 7. Foram 12 no total.
  • O time ainda tem peças que podem qualificar a equipe titular: Luís Fabiano, Kaká e Toloi ainda devem entrar. 
  • Alan Kardec fez uma excelente estréia. E deve ser um dos pontos fortes da equipe na continuidade do campeonato.


Apesar dos pontos positivos, o São Paulo ainda tem que evoluir. Mesmo contando com o maior comprometimento e melhor posicionamento da equipe na marcação, a defesa ainda é frágil. Se o Rogério Ceni não fosse líbero (e um ótimo líbero por sinal), talvez nossa defesa tivesse sido vazada em algum dos lançamentos certos feitos pelo Bahia. Além disso, alguns jogadores não costumam manter suas boas atuações, o que pode ser um problema, já que contra o Bahia, a grande maioria estava em sintonia.

Não sei se podemos dizer que vimos um 'novo' São Paulo. Mas se tivermos visto, o maior desafio para ele, será manter algo que o 'velho' São Paulo não conseguia: a regularidade.

Leia mais


Luis Fabiano ficará fora do elenco por tempo indeterminado



Desde a parada para a Copa do Mundo, Luis Fabiano tem sofrido para ficar longe das lesões. E nesta sexta-feira o São Paulo divulgou uma nota com o resultado da ressonância magnética realizada pelo atacante. E o resultado não foi bom. Luis Fabiano reclamou de dores na coxa e deixou o gramado do CT da Barra Funda na quinta-feira reclamando de dores. 

O exame detectou um estiramento na região posterior da coxa direita e o atacante desfalcará a equipes nas próximas rodadas do Campeonato Brasileiro. Nesta temporada, Luis Fabiano vinha sendo um dos jogadores mais presentes no elenco tricolor. Ele não atuou em apenas quatro dos 31 jogos que a equipe fez no ano. Diante do Bahia, na quarta-feira, foi o único duelo em que ele perdeu por problemas físicos.

Luis Fabiano deixou o treino hoje sentindo a coxa, e deverá desfalcar o São Paulo por tempo indeterminado
(Foto: ESPN)

Problema para Luís Fabiano, solução para Muricy
Contando agora com Alan Kardec, Pato (que ainda divide atuações boas x jogos apagados) e Kaká no elenco, Muricy via nesse momento um problema pra fechar a sua equipe. O jogo da última quarta-feira foi comparado ao estilo alemão de futebol (um pouco exagerado do meu ponto de vista), apesar de ter sido tecnicamente perfeito em relação aos outros jogos. O time está mais rápido, e o estilo adotado pelo nosso camisa 9 é um pouco mais lento, saindo pouco da área para buscar a bola. 

A maioria dos torcedores gosta muito de Luis Fabiano por tudo que ele já fez pelo clube. Justíssimo, porém, com tantos nomes para serem escolhidos, o retorno após a sua lesão tratá dois questionamentos: valerá a pena trocá-lo por Alan Kardec (ou quem estiver infiltrado na área) e mexer no time, após provavelmente cerca de 7, 8 jogos com o atual esquema tático formado, ou o camisa 9 precisará disputar sua vaga novamente, para reassumir seu posto no São Paulo? Esse é um capítulo que todos os torcedores estão ansiosos pra ver - e quem tem a ganhar, obviamente, é o time - , com todos os seus jogadores mostrando seu melhor. 

Fonte da notícia : ESPN

Leia mais


17 de julho de 2014

Ganso 10



Alguém sentiu falta da Copa do Mundo após uma ótima apresentação do São Paulo, nesta última quarta-feira?

O Tricolor Paulista fez uma bela estreia pós Copa, mostrando raça e domínio de bola durante quase toda a partida. O esquema tático é o mesmo, apenas com mudanças de peças: Pato foi barrado por Ademilson e Fabuloso se recupera e aperfeiçoa sua condição física.




Os primeiros quarenta e cinco minutos foram um show à parte! O time de Muricy Ramalho teve toque de bola refinado, posse de bola acima da média e uma bela marcação. Assim, os dois gols saíram logo na primeira etapa, com o M1TO de pênalti e o estreante Alan Kardec após uma envolvente e linda jogada da equipe.


Destaque para o nosso camisa 10. Ganso foi fundamental na excelente apresentação do SPFC, cadenciando o meio campo e orquestrando o ataque. Gênio, com todas as letras. Joga fácil, só precisa manter o ritmo e a constante evolução. Marcou, deu ótimos passes e chutou a gol. Sim, chutou a gol!


Esse é o jogador que o Brasil precisa, e quer ver em campo. Fez falta um meia clássico, com essa qualidade e visão de jogo, na seleção Brasileira. 


Quando o meio funciona, a equipe evolui. Ele precisa manter essa garra, essa vontade de buscar o jogo e tomar as rédeas. Seu belíssimo toque de calcanhar fez o gol de Kardec se tornar espetacular. 


Muricy deverá promover algumas mudanças, quando Kaká, Tolói e L. Fabiano estiverem 100%. Ganso, jogando neste nível, é titular absoluto na equipe, independente da formação de jogo.O jogo em si valeu para matarmos a imensa saudade de prestigiar o melhor time do Planeta, e animou o mais pessimista torcedor. Vamos comparecer em peso no Morumbi e apoiar nossa verdadeira Seleção, até o fim!



Por: Victor Antonini


Leia mais


16 de julho de 2014

São Paulo busca parcerias na Europa



Após parcerias com o Shandong Luneng, da China, o Orlando City e a cidade de Detroit, nos Estados Unidos, o São Paulo busca parcerias na Europa. " - A relação com o Shandong é boa, com intercâmbio de informações para as categorias de base. Com o Orlando City tivemos o amistoso e a chegada do Kaká, enquanto com Detroit temos uma boa perspectiva de ações. Depois de chegar na Ásia e na América do Norte, nosso foco é a Europa. Estamos estudando e analisando qual time se encaixa nas nossa filosofias" -
afirmou Gabriel Aidar Abouchar, diretor de relações internacionais do São Paulo.

O São Paulo já possuía uma escolinha de futebol na cidade de Macau, na China, e na última terça-feira,
foi oficializada parceria com o Shandong Luneng para a implantação da metodologia de trabalho do CFA Laudo Natel, em Cotia, em centro de treinamento inaugurado pelos chineses na cidade de Porto Feliz.

Com os americanos, o clube passou em junho duas semanas treinando em Orlando em excursão válida para aprimorar o desenvolvimento dos atletas. Enfrentaram o Orlando City em amistoso e fecharam o contrato de empréstimo do meia Kaká, até o final de 2014. Porém, a maior novidade ainda está por vir: após a parceria com a seleção dos EUA durante a Copa do Mundo, a diretoria se aproximou do prefeito de Detroit, que juntamente com o seu irmão, contou com o apoio do português Francisco Marcos para investir em parceria na cidade, onde o São Paulo pode ser proprietário de franquia nos EUA. 

Rogério Ceni e o goleiro Léo em jogo amistoso em junho, contra o Orlando City
(Foto: Site oficial do São Paulo)


Aidar conheceu Francisco entre as décadas de 1970 e 1980 e promoveram parceria do Tricolor com franquias das cidades de Tampa e Dallas. No acordo, uma novidade no Brasil na época, o atual coordenador técnico Milton Cruz foi o principal nome enviado pelos são-paulinos aos EUA.

Uma possível parceria com clubes europeus favorecia o São Paulo em dois aspectos: financeiro e tático. Não é mais segredo pra ninguém que o São Paulo não está com dinheiro sobrando, e que precisa de reforços. Unir esses dois benefícios numa tacada só não seria das piores ideias. Além de poder negociar jogadores, poderíamos inovar com jogadores europeus vindo jogar no São Paulo, num país onde apenas é costume o "intercâmbio" entre jogadores sul americanos. A experiência na Europa agregaria muito mais ao futebol dos jogadores do elenco, e poderiam desenvolver, já que possuem ambiente de ponta e comissão técnica competente, um futebol melhor daquele que vem sendo apresentado.

Fonte: Lancenet


Leia mais


Designed By Blogger Themes | Seo Blogger Templates